Testemunhos

Diferentes olhares (TESTEMUNHOS) sobre a formação | profissão DOCENTE…

O nosso propósito é trabalhar para melhorar e potenciar a formação dos professores, promovendo uma cultura de CONEX@O, de partilha, de parceria, de responsabilidade e de MOBILIZAÇÃO para a excelência na construção de uma formação que leve os estudantes (e os professores formadores) a construírem laços de pertença com a formação/profissão docente e de comprometimento com a existência de uma educação que tenha relação com a vida, com a existência humana, plena de sentido e perpassada de esperanças, ética e compromisso social. Por isso, trazer à comunidade acadêmica diferentes olhares (TESTEMUNHOS) sobre a formação | profissão DOCENTE é motivo de orgulho e satisfação.

Queremos, assim, fortalecer a presença, ativa e colaborativa, dos estudantes das diversas licenciaturas, do contexto nacional e internacional, futuros professores, na formação/profissão docente!! Sendo assim, sigamos  fomentando uma formação (apreensão da profissão DOCENTE) ativa e colaborativa!


A licenciatura foi onde eu descobri a minha felicidade, essa felicidade descobri a partir de experiências que tive em sala de aula e a cada dia que eu entrava em sala eu sentia que ali era meu lugar, pois ensinar foi algo que me chamou muita atenção, mas não era apenas ensinar era ouvir/aprender o que os alunos tinha para dizer. A cada aula, cada disciplina que curso vejo a confirmação de que a licenciatura é meu lugar, sou muito feliz por ter me encontrado na profissão do professor, pois é a profissão que quero levar para o resto da minha vida”.

Pablo Marcelino
Estudante do Curso de Química
DQF | CCA | UFPB | Campus II | Brasil


 

 

 

 

“Desde que descobri minha admiração pelo exercício profissional na educação, acreditei no sonho de realizar a matrícula em um curso de licenciatura, mas especificamente em Pedagogia. Durante minha vivência no curso, seja em momentos de sala de aula, participação em projetos, experiências em eventos e situações afins, percebi que existem diversos desafios que perpassam essa formação. Entretanto, esses desafios nos tornam, muitas vezes, mais fortes para seguir aquilo que escolhemos. Por isso, sinto-me feliz cursando uma licenciatura e isso me faz sentir o desejo em exercer a profissão docente”.

Viviane Cabral
Estudante do Curso de Pedagogia
DED | CCAE | UFPB | Campus IV| Brasil


“Sempre quis ser professora, desde muito pequena. Infelizmente, não tive o incentivo dos meus professores, quanto a isso, quando estava no Ensino Fundamental e Médio. Fiz um cursinho Pré-Enem ofertado pela UFPB em 2018 e meu amor por essa área ressurgiu com mais certeza ainda. Consegui passar no Enem e nem coloquei outra opção a não ser Letras. Eu me vejo na docência, ajudando vários jovens ou até mesmo adultos a mergulharem nesse Universo das letras que possibilita enxergar o mundo de uma maneira melhor”.

Gilmara Cássia
Estudante do Curso de Letras
DL | CCAE | UFPB | Campus IV | Brasil


“Sinto-me muito feliz na docência, pois pelos muitos caminhos que passei e venho passando, tenho aprendido muito sobre a profissão docente. Concordo com Paulo Freire (1996, p.13) quando diz que “Às vezes, nos meus silêncios em que aparentemente me perco, desligado, flutuando quase, penso na importância singular que vem sendo para mulheres e homens sermos ou nos termos tornado, como constata François Jacob, “seres programados, mas, para aprender”. É justamente nessa capacidade de sermos programados para aprender que encontro sentido ao refletir sobre a docência e os muitos aprendizados a partir das experiências que vivencio diariamente nessa profissão tão magnifica que é ser professor. Acredito que esse é o verdadeiro sentido da profissão docente: aprender e aprender sempre”.

Naiane Maranguape
Estudante do Curso de Letras
IFCE | Campus Tianguá | Brasil
Integrante da Equipe do Canal do Youtube – Ensino Total – https://www.youtube.com/channel/UC4g76Fkm3iNrqHILpUW7zwQ


 

“Estar cursando uma licenciatura em pedagogia é para mim de extrema importância. Poder vivenciar de perto o ensino de nível superior sempre foi um sonho meu e da minha família. Sinto-me grata pela oportunidade que me foi proporcionado de poder evoluir no meio acadêmico, na vida profissional e sem sombras de duvidas em minha vida pessoal. Estou focada em concluir a graduação e, posteriormente, colocar em prática todo aprendizado adquirido ao longo do curso com a convicção de um futuro promissor em uma carreira como pedagoga”. 

Michelle Fernandes
Estudante do Curso de Pedagogia
DED | CCAE | UFPB | Campus IV| Brasil


“A oportunidade de caracterizar-se como licenciando nos reforça ideias que vão contra muitos dos estigmas pregados pela maioria dos que pensam em avanço acadêmico. O estereótipo de superioridade de algumas áreas obscurece a nossa visão para um mundo mais amplo, de caráter subjetivo e de grande importância, tal como outras áreas do conhecimento específico humano. A natureza interdisciplinar e dinâmica da docência agrega um caráter transformador a todos os constituintes dos processos de ensino e aprendizagem. Assim, não só o licenciando, o professor e as instituições de ensino superior e básico, mas também a sociedade em seu sentido mais amplo entra como beneficiada em um trabalho de licenciatura, como componente importante e de grande valor na construção do ser. Nesse sentido, nós, licenciados, em suma, somos elo do  processo criador como investigadores, aptos a construir, mediar e ressignificar o conhecimento. Em todos os sentidos, independentemente da área de atuação, a docência é a mais clara evidência do comprometimento com o futuro”.

Antônio Gomes
Estudante do Curso de Física
IFCE | Campus Tianguá | Brasil


“Penso e vejo a educação com as lentes do amor e da transformação da realidade social. A Educação cria condições para que o sujeito encontre o seu próprio caminho, e o professor se torna mediador desse processo. Como professora e profissional da Educação, aprendo coisas novas todos os dias, pois as crianças não são apenas alunos, são também instrutores. Na graduação, me posicionei ativamente no sentido de levar para dentro da academia as reflexões advindas de vivências em colégios públicos da Paraíba (especificamente, no Vale do Mamanguape) com o objetivo de pensarmos em uma Educação que de fato venha a ser efetivada. Já dizia Anthony J. D’Angelo: “As coisas mais importantes da vida não são as coisas.” Ser pedagogo não é tarefa fácil, mas, como todas as coisas que verdadeiramente importam na vida, há um preço, e é nesse sacrifício que encontramos o nosso verdadeiro tesouro”.

Alzenir Silva
Estudante do Curso de Pedagogia
DED | CCAE | UFPB | Campus IV | Brasil


“A licenciatura em Letras veio como uma oportunidade ímpar em minha vida. Desta forma, abracei-a com carinho e segui em frente sempre de cabeça erguida, explorando ao máximo esse universo de conhecimento. Minha caminhada na Educação tem permitido uma descoberta constante da minha identidade docente: a cada passo, um novo horizonte surge; a cada amizade construída, um sentimento edificante me impulsiona a alçar voos cada vez mais altos; a cada aprendizado, uma transformação pessoal. A verdade é que é impossível mergulhar na formação docente sem viver a experiência de se tornar mais humano, mais gente, afinal, como Paulo Freire nos ensina, “somos antes de tudo, gente”. Cada estudante vivencia a licenciatura de maneira única. Me sinto, portanto, mais humana e feliz. Como futura docente, busco degustar atentamente cada novo saber, realizando uma leitura de tudo e todos que me circundam”. 

Evilane Araújo
Estudante do Curso de Letras
IFCE | Campus Tianguá | Brasil


“Na verdade, eu me sinto mais do que feliz na licenciatura; eu me sinto realizado. Não sei se tem a ver  com vocação ou com escolha (ou com os dois); eu só sei que a realização é algo presente em minha vida, e isso está relacionado com meu curso de licenciatura. Ensinar me cativa de uma forma linda, e – na verdade – eu não sei nem como explicar isso. É paixão, amor, é prazer partilhar algo que sei com alguém. Desde que comecei o curso de licenciatura em Letras, vejo a cada dia que passa que é realmente isso que quero e o que me fará feliz por toda a vida. Vai além de reconhecimento, dinheiro ou poder. É um sentimento puro, e que eu só sinto quando estou a ensinar, ou a me imaginar ensinando. Por fim, como já dizia Cora Coralina: “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” Posso afirmar, com toda certeza, professor, sou feliz; e é a licenciatura em Letras que me faz se sentir assim”.

Alexandro Nunes
Estudante do Curso de Letras
DL | CCAE | UFPB | Campus IV | Brasil


“A pedagogia trouxe para minha vida um  significado diferente, e eu posso trazer esse ideal para a vida de outras pessoas. Eu amo e ouso sonhar grande; foi assim que adentrei no curso Pedagogia. Eu sempre ouço meu coração e intuição, meu filho merece meus melhores sonhos, assim como minhas  crianças (alunos) merecem meus maiores sonhos e minha total dedicação”.

Manuela Lima
Estudante do Curso de Pedagogia
DED | CCAE | UFPB | Campus IV | Brasil

 

Voltar ao topo